Tudo o que você precisa saber para se dar bem na redação do Enem 2018

Falta menos de um mês para acontecer as duas etapas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2018, a prova mais concorrida entre os estudantes brasileiros. Como em todos os anos, quanto mais a avaliação se aproxima mais incertezas surgem nos participantes, principalmente em torno da redação.

Com nota individual, a redação é considera uma das partes mais importantes do exame e vai acontecer no primeiro dia de aplicação do teste – 4 de novembro. O texto é capaz de elevar a média do aluno e, portanto, deve ser um dos indispensáveis pontos dos estudos.

Entre as principais temáticas cogitadas para caírem este ano na prova estão: a prática de bullying e cyberbullying, esporte como forma de inclusão, trabalho escravo no século XXI, fake news entre outros. Porém, ter certeza deste tópico antes do teste é quase impossível. Geralmente, os temas costumam girar em torno de caráter social e ambiental, são focados no Brasil e, habitualmente, tem como base os direitos humanos. Uma dica é: estude os assuntos dos exames passados. O Enem não repete tópico. Com isso, você elimina diversas opções e tem mais chances de acertar.

A redação deve possuir o formato dissertativo e o participante deve descrever uma argumentação sobre o tema elaborado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável por desenvolver a prova. Os estudantes precisam pontuar o lado positivo e o negativo do argumento, além de desenvolver uma consideração final sobre o conteúdo já descrito.

Quanto ao tempo para elaboração do texto, professores e especialistas afirmam que o a redação não pode ter duração inferior a 60 minutos, por isso é indicado que o aluno comece a prova pela dissertação. O curto período por prejudicar na elaboração do conteúdo.

Importante ressaltar que há um limite de linhas que o estudante deve respeitar na redação, o mínimo é de 8 linhas e o máximo é de 30 linhas. É fundamental que os parágrafos sejam bem distribuídos para que o texto fique harmônico. O indicado é que o primeiro parágrafo seja introdutório, os dois ou três seguintes sejam de argumentação e o último de conclusão. Para facilitar na hora de colocar as ideias no papel, antes de dissertar elabore uma lista do que cada trecho vai abordar.

Antes de passar a limpo o texto, revise com cuidado o que escreveu e se atente se há erro gramatical e repetição de palavras, neste caso sempre opte por sinônimos. Outro fator importante na hora da revisão é conferir se descreveu a proposta que o tema sugeriu. Tudo certo? Então é hora de passar para a folha principal.

Este ano o Enem teve 5,5 milhões de inscrições confirmadas, número 18% menor que em 2017, e vai acontecer nos dias 4 e 11 de novembro em todo o Brasil. Serão 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas, 45 de ciências da natureza, 45 de matemática e a redação.  Os gabaritos estarão disponíveis a partir do dia 14 de novembro, porém os resultados só serão informados no dia 17 de janeiro de 2019.