11 Figuras de Linguagem mais cobradas em provas

Você que é nosso aluno Evolute provavelmente já se deparou ou ainda vai se deparar com alguma prova (seja de vestibular, concurso público ou até mesmo provas de admissão em algum emprego) que vai cobrar certos conhecimentos básicos em português.

Dentre eles, Figuras de Linguagem é um dos temas que mais cai nesse tipo de prova avaliativa. E por quê? Bom, porque não é um assunto difícil e tem a ver com a nossa capacidade de interpretação de texto. Vamos descobrir do que se trata?

Figuras de Linguagem são formas de transmitir nossas mensagens com mais expressividade. Existem mais de 40 figuras na língua portuguesa, mas vamos abordar apenas as 11 mais cobradas no dia-a-dia.

1 – Metáfora

A gente usa metáfora para fazer uma comparação sem deixar o elemento comparativo evidente na frase.

Ex.: Aquela menina é uma flor.  

2 – Metonímia

É quando substituímos a parte pelo todo, ou seja, quando usamos um termo para definir o outro desde que eles sejam relacionados.

Ex.: Eu leio Machado de Assis. (Eu leio os livros de Machado de Assis)

3 – Sinestesia

Trata-se da mistura de sensações e sentidos.

Ex.: O cheiro doce da infância.

Mistura de cheiro (olfato) com o doce (paladar).

4 – Antítese

Acontece quando temos duas palavras de sentidos opostos na mesma frase.

Ex.: O ódio e o amor andam de mãos dadas.

5 – Paradoxo

Ideias divergentes colocadas numa mesma frase.

Ex.: “Amor é fogo que arde sem ver

 

…É um contentamento descontente

 

Dor que desatina sem doer. (Soneto de Camões)

Se há dor, pressupõe-se que doa e não o contrário.

6 – Eufemismo

É a suavização de uma mensagem.

Ex.: Ele passou dessa para a melhor. (Forma mais branda de dizer que alguém morreu).

7 – Hipérbole

É a figura de linguagem do exagero, ou seja, ela intensifica a mensagem a ser passada.

Ex.: Eu estou morrendo de fome.

8 – Ironia

É quando se diz uma coisa querendo dizer exatamente o contrário.

Ex.: Fale mais alto, lá da esquina ainda não dá para ouvir.

9 – Personificação ou prosopopeia

Acontece quando atribuímos características ou ações racionais a seres irracionais ou inanimados.

Ex.: O planeta pede socorro.

10 – Pleonasmo

É quando se usa várias palavras com o mesmo sentido em uma frase só.

Ex.: Entrei dentro de casa. (Entrar só pode ser dentro de algum lugar)

11 – Aliteração

Trata-se da utilização de palavras com a mesma consoante e que têm som parecido, causando um trava-línguas.

Ex.: O rato roeu a roupa do rei de Roma.